Volkswagen entra no mercado da energia a reboque dos carros eléctricos

Volkswagen entra no mercado da energia a reboque dos carros eléctricos

A Volkswagen numa atitude pioneira em relação aos demais construtores de automóveis, entrou no mercado da energia através de uma sua nova subsidiária, a Elli Group.

Numa altura em que a Volkswagen prevê lançar mais de 50 modelos totalmente eléctricos até 2025 e tem como meta fundamental a neutralidade carbónica, é necessário ir além das emissões zero dos automóveis.

A entrada da marca alemã no mercado da energia vem no seguimento do seu compromisso em entender e abraçar a mobilidade sustentável de forma holística, tendo em conta toda a vida de um automóvel, desde a fábrica ao momento em que deixa de ser usado e vai para reciclagem.

Para assegurar um ciclo sustentável ou próximo de carbono zero é necessário que o carregamento das baterias seja através de energia vinda de fontes de energia renovável.

A Elli arrancou em Janeiro de 2019 com o primeiro produto, o Volkswagen Naturstrom, que consiste no fornecimento de energia gerada exclusivamente a partir de fontes renováveis. E não se destina apenas aos clientes da marca, nem tão pouco ao carregamento de carros eléctricos, mas também a habitações e a pequenas empresas.

“Com a Naturstrom, queremos tornar a energia verde um produto disponível e de baixo custo de aquisição, ao mesmo tempo que nos estabelecemos como um parceiro fiável para soluções sustentáveis e inovadoras de energia, quer para habitações, quer para carros eléctricos”, explica Thorsten Nicklass, CEO da Elli.

Nicklass resume as razões para o Grupo Volkswagen se estar a tornar um fornecedor de energia para carros eléctricos.

Elli responsável pelas Volkswallboxes

A Elli irá ser responsável por criar as denominadas Volkswallboxes, que podem ser usadas para os carregamentos domésticos dos automóveis da nova geração de eléctricos da Volkswagen, a família ID.

O Volkswagen ID destina-se a milhões de pessoas. A família ID disponibiliza automóveis eléctricos modernos a partir do custo de um automóvel comparável com motor a combustão, pois as mudanças de vanguarda só têm sucesso, quando todos podem fazer parte das mesmas.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *